Misses

Como é ser uma Miss por Inês Saúde

Ser uma Miss é muito mais que uma cara bonita, uma pose delicada e um corpo “perfeito”, e entrar neste mundo fez-me perceber isso.

Concorri a Miss Távora 2019, porque, uma vez que era um concurso aberto a todo o distrito de Viseu, vi ali a minha oportunidade de mostrar que consigo enquadrar-me e ser aquilo que se espera de uma Miss. Uma Miss é alguém que usa a sua voz para o bem, que abraça causas e não tem medo de ir à luta, que traça objetivos e metas e faz por isso.

Desde o início que esta experiência me tem enriquecido imenso, enquanto pessoa principalmente. Despertou em mim sentimentos que, até então, nunca tinha sentido tão intensamente. Ambição, bravura, e também, bem no fundo, um bocadinho de medo de errar.  

Ter medo de errar não é mau, muito pelo contrário. É esse medo que nos faz andar para a frente, que nos tenta fazer ser cada vez melhor, é o que nos leva aos nossos objetivos e aumenta ainda mais as nossas ambições.

Este concurso trouxe-me pessoas e oportunidades fantásticas e sei que, daqui para a frente, em especial na Final Nacional, me vai trazer ensinamentos muito valiosos que irei guardar para a vida.

Vai ser um estágio de uma semana de muita luta, onde as dores de pés terão de dar origem a sorrisos, e o cansaço à força de vontade. Onde as lágrimas irão ser, certamente, de felicidade, por ter a oportunidade de disfrutar e fazer parte de algo com um princípio tão bonito. Onde vamos ter de contornar as rivalidades e aprender com elas.

Ao fim dessa semana tenho a certeza que terei mil e uma histórias para contar, que estarei mais madura e com o coração cheio de carinho e de saudade por ter chegado ao fim, mas orgulhosa por ter dado o melhor de mim e ter honrado o título que me foi dado e a confiança que foi depositada em mim, enquanto pessoa e enquanto Miss.

O conceito de “Miss” e tudo o que o envolve é algo muito pouco falado em Portugal, mas felizmente eu, e tantas outras misses, temos feito de tudo para mudar essa realidade, porque é preciso dar valor a pessoas que mostram para além da sua beleza. Que mostram a sua generosidade e empatia para com os outros. Que têm de lidar, muitas vezes, com pessoas menos boas que se atravessam no caminho.

Não me arrependo nada de ter concorrido, ganhar foi uma bênção e tudo o que estou a aprender e a ganhar com esta experiência faz dela uma das mais enriquecedoras da minha vida. Darei o meu melhor na final e aproveitarei cada segundo, na tentativa de vir para casa mais ornamentada com uma faixa ao peito, produto do meu esforço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close