As Nossas Ações

Todos os anos o nosso evento está associado a diversas Causas Solidárias. Este é um dos principais motes que nos leve ano após ano a eleger em diversas categorias a respetiva representante do nosso distrito. Desde 2020 que passámos a eleger não duas, mas 3 candidatas, cada uma na sua categoria. Miss Teen, Miss e Mrs, tendo estas a responsabilidade de levar a cabo todas as nossas iniciativas solidárias, sejam elas ambientais, sociais, animais, da saúde, ou outras, assim como todas as iniciativas destes nossos parceiros.

Apresentamos de seguida as organizações que apoiámos e as respetivas causas que defendemos ao longo destes anos. Se tens uma causa que possamos defender, entra em contato connosco.

 

As Obras Sociais têm como objetivos principais o apoio à família, a proteção à infância, juventude, terceira idade e deficientes, de promoção e proteção da saúde, educação e formação profissional;
Para a prossecução dos fins identificados no número anterior, as Obras Sociais propõe-se criar e manter: Creche; Ensino Pré-Escolar; Centro de Atividades de Tempos Livres (CATL); Centro de dia para idosos; Centro de Apoio Alzheimer Viseu (CAAV).
São objetivos secundários das Obras Sociais o combate à droga e à prostituição, o apoio a emigrantes, migrantes e refugiados, a prevenção e o combate ao tráfico de seres humanos; o combate à violência doméstica; a promoção da igualdade de género; a promoção da cultura e do desporto, propondo-se, ainda, complementarmente, criar e manter um refeitório e serviço de catering.
O âmbito territorial de intervenção e ação das Obras Sociais é o correspondente ao âmbito geográfico dos membros institucionais que as compõem.

A Cruz Vermelha Portuguesa esforça-se para prevenir e aliviar o sofrimento humano, em Portugal e no mundo.

Constitui missão da CVP prestar assistência humanitária e social, em especial aos mais vulneraveis, prevenindo e reparando o sofrimento e contribuindo para a defesa da vida, da saúde e da dignidade humana. [Artigo 5º, Decreto-lei nº 281/2007, 7 de Agosto ]

Para o desenvolvimento da nossa actividade, mobilizamos o “Poder da Humanidade”, bem como a generosidade dos doadores e parceiros por todo o país.

Na qualidade de Sociedade Nacional do Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, agimos no respeito pelos princípios fundamentais da Humanidade, Imparcialidade, Neutralidade, Independência, Voluntariado, Unidade e Universalidade.

Saiba mais explorando a nossa infografia repleta de dados e números que explicam como os nossos voluntários, doadores e colaboradores ajudam as pessoas em Portugal e noutras partes do mundo.

 

O objetivo central do movimento #STOPIDADISMO é produzir e difundir informações, reflexões, dados atualizados e outros elementos que contribuam para ações organizadas de combate ao idadismo. As mensagens e informações produzidas e partilhadas pelos parceiros da campanha #stopidadismo serão disseminadas pelas redes sociais e pelos veículos próprios das organizações associadas.

Em Portugal a IPSS Obras Sociais de Viseu, a ONG Together International Portugal, as revistas Envelhecer, Bica e AmoViseu somaram-se à campanha que acabou por cruzar o Atlântico com as adesões, no Brasil, do Portal Longevinews, Aptare e 50 Mais Aprendiz Digital. As adesões não param de acontecer e a iniciativa também conta com apoios na Argentina, Cuba, México, Panamá, Venezuela, Chile e El Salvador.

O IDADISMO PODE COMBATER-SE!

JUNTE-SE AO MOVIMENTO #STOPIDADISMO!

GRUMAPA é uma organização de Apoio e Protecção de Animais sem fins lucrativos. Apesar de fundada a 1 de Janeiro de 1995, a GRUMAPA iniciou verdadeiramente a sua atividade em 2012 com um grupo de jovens unidos pela defesa e promoção dos direitos dos animais em harmonia com o bem-estar da população e saúde pública. Estamos situados em Mangualde, distrito de Viseu e neste momento somos já uma equipa preparada para responder a inúmeros dos apelos e pedidos de ajuda que nos chegam diariamente. Queremos melhorar as condições existentes, proporcionando dignidade e qualidade de vida aos nossos HOSPEDES e promovendo a adopção dos animais abandonados no nosso concelho. Para a concretização destes objectivos será fundamental fomentar e aprofundar as relações com os parceiros da comunidade. Simultaneamente e por acreditar que o sofrimento de milhares de animais de rua só pode ser prevenido/reduzido através do combate da sobre-população, a Grumapa, aposta na sensibilização da população para a importância da prática da esterilização e na adoção dos animais que protege garante esta prática, através de uma clausula contratual.

A Associação Portuguesa de Educação Ambiental (ASPEA) é uma Organização Não Governamental de Ambiente (ONGA) sem fins lucrativos, fundada em junho de 1990, que tem como objetivo principal o desenvolvimento da Educação Ambiental no ensino formal e não formal. Para levar a cabo este objetivo, várias estratégias/ações são levadas a efeito pelos membros da sua direção e pelos seus sócios, nomeadamente:

– Uma conferência anual para professores e outros técnicos interessados na Educação Ambiental;

– Seminários e cursos de formação contínua de professores e de monitores de ambiente;

– Redes de escolas, fomentando a cooperação nacional e internacional;

– Desenvolvimento de recursos pedagógicos;

– Organização de saídas de campo e programas de verão para crianças/jovens;

– Cooperação com as autarquias;

– Divulgação das suas actividades e da educação ambiental em revistas da especialidade e através de apresentação de comunicação e participação em conferências nacionais e internacionais;

– Edição de boletim semestral.

A Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente conferiu à ASPEA a Menção Honrosa do Prémio Nacional do Ambiente “Fernando Pereira” – 2003/2004 por se distinguir na sua ação como amiga do ambiente.

 

APPACDM – Estabelecimento Victor Fontes

Serviços disponíveis:

De acordo com o Projeto Individual, após a avaliação das competências, motivações e interesses de cada residente, serão organizadas atividades instrumentais e de vida quotidiana, atividades sócio culturais e contactos com a comunidade de forma a contribuir para uma diminuição na perda de funções e um aumento na sua qualidade de vida.

– Realização de atividades socialmente úteis;

– Realização de atividades ocupacionais, de lazer e bem estar;

– Apoio nas atividades de vida diária, de adequação pessoal e instrumentais;

– Apoio social e psicológico;

– Apoio na saúde.

 

Missão: Incluir a Pessoa na Sua Diversidade

Visão: Ser referência na inclusão da pessoa com deficiência e outros públicos em situação de risco

 

Uma das iniciativas do projeto Green Cork é o programa Green Cork Escolas, implementado desde o ano letivo de 2008/09. Este programa conta com a participação de jardins de infância, escolas e agrupamentos escolares de todas as partes do país, e visa envolver esta comunidade no projeto Green Cork.

 

No início do ano letivo é enviado um convite para participação às escolas e professores. Pelo menos um elemento da comunidade escolar fica responsável pela implementação do Green Cork Escolas e realiza a inscrição on-line no programa. Ao longo do ano letivo podem desenvolver uma ou mais atividades sugeridas ou propor outras. Será emitido um certificado de participação sempre que for enviado o relatório de atividades no final do ano letivo (Como funciona). Depois de avaliados todos os relatórios das escolas a Quercus divulga o relatório global final do ano letivo (edições anteriores).

 

Para cada ano letivo é definido um tema e são sugeridas atividades diversas relacionadas com promoção da cortiça como material ecológico, a recolha de rolhas de cortiça para reciclagem, a reflorestação e preservação da floresta autóctone.

 

Durante o ano letivo, a Quercus, vai divulgando as atividades desenvolvidas pelas escolas através das redes sociais (facebook), e-mails (inscreva-se para receber a newsletter) e no site em Imagens.

 

 

 

Centro Social e Paroquial de Rio de Loba localiza-se na cidade de Viseu, na freguesia de Rio de Loba. Está situado perto da Igreja de Rio de Loba e junto da Casa Paroquial.

No ano de 1992 uma equipa de dois sacerdotes entrou ao serviço da Comunidade paroquial de Rio de Loba. Uma das primeiras preocupações da equipa foi conhecer a realidade sociológica da comunidade. Neste processo de conhecimento identificaram-se muitos casos de solidão, carência de higiene a todos dos níveis, e deficiência de nutrição.

A sua missão é contribuir para a promoção integral de todos os paroquianos, coadjuvando os serviços públicos competentes ou as instituições particulares num espírito de solidariedade humana, cristã e social.

 

 

Tendo como objetivo a recolha de alimentos para doar à instituição Grumapa, incentivamos todas as candidatas no concurso de 2020 à recolha de garrafas de plástico. Essas foram depois trocadas por vales, através do projeto “Do Velho Se Faz Novo”, que serviram para comprar a respetiva ração animal, que foi entregue à instituição Grumapa.

Relativamente ao sistema, o mesmo é bastante simples: garrafas de plástico PET (o tipo de plástico comummente utilizado em embalagens de água e sumos), não reutilizáveis, podem ser trocadas por vales para descontar em compras na superfície comercial (no caso dos hipermercados Continente, é possível utilizar os descontos em qualquer loja do país). As garrafas entre 0,10 e 0,50 litros valem dois cêntimos e as garrafas com capacidade acima de meio litro e até dois litros valem cinco cêntimos.

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close